close
Mais de 1,4 mil travestis e transexuais já solicitaram a inclusão do nome social no título...
Notícias do TSE

Mais de 1,4 mil travestis e transexuais já solicitaram a inclusão do nome social no título de eleitor

Eleitores transexuais e travestis pedem inclusão do nome social no título de eleitor

Justiça Eleitoral recebeu pedidos em 551 municípios de todos os estados e do Distrito Federal. Solicitações podem ser feitas até 9 de maio para votar este ano.

Um levantamento realizado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) revela que, até a última semana, 1.465 travestis e transexuais haviam solicitado à Justiça Eleitoral a inclusão de seus nomes sociais no título de eleitor. Além disso, 791 eleitores pediram a alteração de sua identidade de gênero no Cadastro Eleitoral. Os pedidos começaram a ser apresentados aos cartórios eleitorais no dia 3 de abril.  

Nome social é a forma como transexuais ou travestis querem ser reconhecidos socialmente. Já a identidade de gênero estabelece com que gênero – masculino ou feminino – a pessoa se identifica. A opção pela autoidentificação foi reconhecida pelo TSE em sessão administrativa realizada no dia 1º de março deste ano.

No último dia 22, o Tribunal decidiu também que transexuais e travestis podem solicitar a emissão de título de eleitor com seu nome social. Os ministros ainda determinaram a manutenção, no Cadastro Eleitoral, dos dois nomes, tanto o social quanto o civil.

Quem optar pela autodeclaração de nome e gênero até 9 de maio, data do fechamento do Cadastro Eleitoral, poderá votar nas Eleições 2018 com seu nome social consignado no título de eleitor, no cadastro da urna eletrônica e no caderno de votação.

Veja mais

Powered by WPeMatico


COMMENTS ARE OFF THIS POST