close
Presidente do TSE abre Ano Judiciário anunciando preparativos para as eleições municipais ...
Notícias do TSE

Presidente do TSE abre Ano Judiciário anunciando preparativos para as eleições municipais de 2020

Ministra Rosa Weber

Ministra Rosa Weber apresentou ainda um panorama das principais ações a serem implementadas no próximos meses de sua gestão

A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, abriu o Ano Judiciário na noite desta sexta-feira (1º) ressaltando que a agenda da Corte Eleitoral em 2019 estará especialmente concentrada na preparação das eleições municipais de 2020.  Para tanto, afirmou, “serão valiosas a experiência e as lições aprendidas no pleito de 2018”. Por exemplo, já estão em andamento estudos técnicos para a aquisição de novas urnas eletrônicas, necessárias tanto em decorrência do aumento do número de eleitores quanto pela necessidade de atualização tecnológica. Começaram também os preparativos para a elaboração das resoluções que normatizarão as eleições municipais.

Rosa Weber traçou ainda um panorama das principais ações a serem implementadas no próximos meses. Em março, será realizado do “Seminário Internacional Fake News e Eleições”, evento que contará com a participação de especialistas estrangeiros e representantes de diversos setores ligados ao tema. A Escola Judiciária Eleitoral do TSE (EJE/TSE), por sua vez, organiza uma série de debates que terão como objetivo a criação de um ambiente favorável à elaboração de soluções para a reforma política e eleitoral.

A presidente do TSE anunciou também que a Secretaria Judiciária da Corte desenvolve, no momento, soluções de inteligência artificial destinadas a minimizar problemas e produzir resultados efetivos. Outro programa a ser implementado no Tribunal envolve a gestão de riscos do processo eleitoral, com o objetivo de, nas palavras da presidente, “identificá-los e, assim, evitá-los ou mitigá-los”.

A importância do trabalho da Justiça Eleitoral em 2019, ano não eleitoral, para o sucesso do pleito de 2020 foi ressaltado pela presidente da Corte Eleitoral. “Vale lembrar que o tempo de execução não é o mais importante que o tempo do preparo. Os bons frutos não prescindem de cuidadosa semeadura. Por isso, o ano de 2019 não se empalidece frente a 2018 e 2020, de eleições gerais e municipais”, declarou.

Veja mais

Powered by WPeMatico


COMMENTS ARE OFF THIS POST