close
Nos 15 anos do YouTube, canal da Justiça Eleitoral contabiliza quase 90 mil inscritos
Notícias do TSE

Nos 15 anos do YouTube, canal da Justiça Eleitoral contabiliza quase 90 mil inscritos

Criada pelo TSE em julho de 2010, ferramenta busca aproximar ainda mais a JE dos cidadãos e conta com mais de 20 milhões de visualizações

Lançado em fevereiro de 2005, nos Estados Unidos, para estimular o compartilhamento de vídeos na rede mundial de computadores e a interação com seus autores por meio de comentários, o YouTube ultrapassou fronteiras e conquistou o mundo. Em 15 anos de atividade, completados nesta sexta-feira (14), a plataforma contabiliza mais de 2 bilhões de usuários de 80 idiomas diferentes, espalhados por mais de 100 países. Acompanhando a tendência mundial, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) criou, em julho de 2010, o canal oficial da Justiça Eleitoral no YouTube, que hoje conta com quase 90 mil inscritos.

O YouTube chegou ao Brasil em junho de 2007, com a versão em português. Três anos depois, o TSE aderiu à plataforma de compartilhamento de vídeos, com o objetivo de aproximar ainda mais a Justiça Eleitoral dos cidadãos. A ferramenta também potencializou o princípio constitucional da publicidade, facilitando ainda mais o acesso às decisões e às atividades relevantes do Tribunal.

Os quase 90 mil inscritos no canal da JE no YouTube podem acompanhar ao vivo as sessões plenárias da Corte Eleitoral e assistir às reportagens e séries produzidas pela equipe de jornalismo do TSE, além de acessar conteúdos digitais exclusivos separados por playlists, como os programas Conexão Eleitoral, Decisões, JE na Mão e Momento Eleitoral.

“Desde 2018, o YouTube da Justiça Eleitoral tem passado por uma série de mudanças. Passou de 29 mil inscritos em janeiro de 2018 para 89 mil em fevereiro de 2020, o que representa um crescimento de mais de 200%. Hoje, os inscritos no canal têm acesso aos materiais produzidos pela TV TSE em primeira mão, além de conteúdos exclusivos. Tudo separado por playlists e fácil de achar”, destaca a coordenadora do Núcleo de Rádio e TV do Tribunal.

Veja mais

Powered by WPeMatico


COMMENTS ARE OFF THIS POST